Descobri o responsável pelas bênçãos na minha vida…

Tenho vivido uma fase repleta de bênçãos… Até ontem tudo podia ser resumido em três palavras: Paz de espírito. Não é a toa que dizem a vida é feita de momentos. Porque quando parece que você tem todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas.

E foi assim, num minuto eu tinha só o que comemorar. Meu emprego pode melhorar? Não é o pior do mundo com certeza. Meu salário não é o melhor? Pode aumentar. Meu empréstimo não vai resolver todos meus problemas financeiros? Entretanto, vai equilibrar por um mês ou dois minhas contas. E ainda tinha outras dezenas de coisas para festejar: saúde, equilíbrio emocional, fim dos remédios, aventuras românticas sem finais de felizes, mas que me deixavam “feliz” simplesmente em tê-las.

 Tudo parecia em ordem. Na mais perfeita ordem. Foi então que uma conhecida entra em contato para me avisar sobre uma vaga de emprego em outro Estado. Para que você compreenda melhor esta parte da história precisamos recapitular. Há alguns meses a única coisa que eu queria era ir embora. Sumir. Fiz contatos com todas as pessoas e avisava: qualquer emprego é ótimo.

 Natália era um dos contatos. Eu a vi uma vez na vida, quando fui procurar meu primeiro emprego em Catalão- GO. Dei dois sorrisos, troquei três palavras, anotamos emails e continuamos a nos comunicar. Na época, ela cursava Letras. Hoje, está no último ano de Jornalismo. Engraçado, eu não imaginava que ela pudesse aparecer do nada e me ajudar, além disso, estava super interessada em me oferecer uma oportunidade. No primeiro momento, eu não queria nem enviar o curriculum. Minha vida está ótima assim. Mas depois pensei, seria uma ingratidão. Falta de educação não fazer um contato. Quem diria que nosso diálogo seria um estopim de um turbilhão de pensamentos que saltam dentro da minha cabeça sem parar.

A ansiedade tomou conta. Eu passei a noite em claro. Perguntas que eu acreditei já ter a resposta certa, passaram a me atormentar. Palavras como: covardia, medo, frustração, ansiedade, coragem, fé, incertezas, competência, talento, família, amigos, dinheiro, status, riqueza, fracasso…fracasso…fracasso. Semana passada, fiquei algumas horas de tarde lendo os textos no blog.

Fazia tempo que eu não lia as belas histórias de pessoas que querem mais da vida. A mesmice não faz parte da vida de nenhum de vocês. Os sonhos, os ideais, o inconformismo permite a vocês histórias instigantes, momentos incomparáveis, aventuras, contas gigantes, problemas financeiros e etc. Vocês têm que encarar uma vida de responsabilidades, de gente “grande”, para conquistar seu espaço. Para não acreditar que estão “desiludidos” com a profissão, com a família, enfim com a vida. Passei duas semanas pensando: no meu dia vou escrever sobre as bênçãos de Deus na minha vida. Como forma de animá-los, ou até mesmo, surpreendê-los. A felicidade chegou a minha porta e preciso compartilhar com eles. Sem falar que a minha fé aumentou, me sinto tranquila e só estou a espera do tempo de Deus. O que não veio, é questão de tempo. Os milagres estão se multiplicando. A qualquer dia eu vou ter notícias maravilhosas. Um novo emprego, uma nova conta bancária, carro quitado, empréstimo pago, uma viagem para o exterior, um novo diploma, uma nova peça de teatro, um novo nome no mercado de trabalho local e um amor. Simples assim.

Foi quanto eu me deparei com uma pulga, uma tremedeira que vem da raiz do cabelo até o último dedinho do pé. Pra que tudo isso chegasse talvez eu tenha que sair da minha “inércia”. Eu nunca estive realmente parada. Ao contrário sou bem agitada e quem me conhece sabe disso. Estava apenas a espera de novas bênçãos de Deus. E agora? Talvez, ele queira me dizer que eu preciso ir além. Isso tudo irá chegar, todavia é preciso correr minha filha? Será que o conformismo tenha dado espaço para o inconformismo? Para quem acredita que eu tenho recebido uma proposta maravilhosa com um salário milionário pode começar a rir. Eu nem recebi uma proposta. Apenas um email suficiente para me atormentar por horas. Horas que não acabam.

Minha psicóloga vai gastar muito tempo na sessão de hoje. Podem ter certeza. Será que tudo não passa de uma TPM brava, daquelas que você se sente a mulher mais feia do mundo, e que qualquer amiga, mesmo que seja careca, nariguda, barriguda, na faixa dos 40 anos, é a perfeição da beleza. Só você tem espinhas, pernas finas, umbigo pra fora, cabelo seboso e pele oleosa. É meu bom humor não foi afetado.

E se… e se… e se realmente alguém me fizesse uma boa proposta. Mesmo que não seja “a proposta”. Eu vou arriscar? Eu sempre desconfiei que nasci sem talento para o jornalismo. Mas com uma vontade pujante de ser jornalista, que nada conseguiria me impedir. Eu ainda preciso me aperfeiçoar e não tenho medido esforços. Todavia, ainda é necessário entender o que realmente me dá prazer na profissão. Seria realmente a assessoria de imprensa, o jornalismo impresso, a internet ou a TV? Como eu disse: novas perguntas permeiam meu imaginário neste momento.

 

“O homem não pode reservar para si o que, por dever inescusável, requer ser compartilhado com seus semelhantes.” (Carlos Bernardo González Pecotche)

 

Será que eu tenho algo a compartilhar que tenho deixado dentro de mim por puro medo de enfrentar desafios? Ah propósito, eu ainda acredito nas bênçãos de Deus. Só não sei se para continuar a recebê-las ele quer algo de mim…

 

Postado por Samara Reis   “Minha alma viajante”

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Descobri o responsável pelas bênçãos na minha vida…

  1. Thiago T. Borba disse:

    Puxa vida, eu precisava mesmo ler algo tão positivo hoje, obrigado.
    Quando acordei imaginei que receberia uma notícia boa, eis que leio seu texto e não deixa de ser para mim uma notícia boa.
    Eu também não acredito ser um bom jornalista, apenas uma pessoa com muita coisa na cabeça e que acha que escrevendo, digitando ou falando consegue expressar tudo isso.
    Obrigado.

  2. Cris disse:

    Saber como vc é abençoada só me deixa mais animada com a vida pq eu nessas horas eu creio na justiça. Coragem Samy! Ele vai te dar tudo que vc pedir! Inclusive sabedoria para escolher. 🙂

  3. Samara Reis disse:

    Obrigada amiga!!
    Estou mais tranquila em relação as minhas escolhas.
    Deus irá iluminar minhas decisões….tenho certeza!!
    bjoo

  4. É isso aí, Samy! Daqui a pouco as respostas vêm e os caminhos se abrem!
    Beijos, Tati

  5. Vivianne Marques disse:

    Os caminhos se abrem, ainda mais pra quem merece!
    Sem talento para o jornalismo??? A menina que sempre está por dentro notícias???
    Vai fundo amiga, se joga… e se cair, você levanta! Saudades =)

  6. Regina disse:

    “Vocês têm que encarar uma vida de responsabilidades, de gente “grande”, para conquistar seu espaço. Para não acreditar que estão “desiludidos” com a profissão, com a família, enfim com a vida”.
    Também penso assim sobre os outros às vezes. Mas vc está crescendo tb e eu percebo isso a cada post seu. A diferença é que suas batalhas são, na maior parte do tempo, internas. Já te disse outra vez: é preciso coragem para olhar para si mesmo… e isso é o que vc está fazendo. As dúvidas são naturais nessa sua jornada, mas tb acredito que Deus iluminará suas escolhas!! Bjos e boa sorte!
    Tô esperando sua visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s