Para chegar onde se quer é preciso passar por onde não se está.

Sempre soube que precisava melhorar meu inglês. Do mesmo jeito que sabia que mais cedo ou mais tarde precisaria aprender a cozinhar. Dentro das prioridades devidas, comecei um curso…de inglês. E após alguns períodos de intensivo, ontem tive uma OPI. Tipo de um teste para avaliar como está o nível, o quanto melhorou do último teste, numa espécie de bate papo. Estava preparada para aplicar as palavras difíceis, mostrar que aprendi a usar presente mais que perfeito e que não caio mais em falsos cognatos. Então, a avaliadora me vem com um: ‘How is your life’?
Minuto de silêncio. Não era o inglês o problema…
O problema era saber dizer nesse momento ‘how is my life’.
Soltei um… My life has changed.
E quando é que muda?
Mas ô perguntinha complexa… Alguns amigos descrevem minha vida como uma novela, mas daquelas dinâmicas que se perder alguns capítulos, tudo pode ter mudado. Esse momento não é diferente. Pode parecer um passo maior estar com as malas prontas para ir morar em outro lugar. Mas há um ano não sei dizer qual meu endereço… culpa do trabalho? Não; não só. Há anos venho mudando, e não falo somente dos cabelos. Mas há anos sentia que meu endereço não era meu. Não saí de casa nem para fazer faculdade… acho que fui a única desse muro. Fiquei em casa, comida da mãe todo dia… recebendo os amigos em alguns domingos para comer a maionese da tia Sônia. Tinha roupa lavada, carona do pai nos dias de chuva… tudo certo. Me formei, então, aquele frio na barriga: agora vou. Não… um convite me fez pensar que poderia ficar por aqui, abrir o próprio negócio com um amigo… Desafio que me empolgou. Só que acontece que o negócio próprio vira paixão; não, vira amor… daqueles que mesmo quando a paixão passa, não tem mais como largar. E dilema virou a certeza: fico, esse é o meu lugar, ó terra de guairacá. Aqui casarei, criarei meus filhos dos olhos verdes. Estudarão no colégio Belém e se derem sorte, passarão na Unicentro, e não precisarão sair de casa para ter amigos de todo canto do país.
Não foi bem assim. Aquela tal inquietação fez pensar: ou vou, ou vou. Vou ver o que tem para mim do lado de lá desse muro. E quem quiser, vem comigo. E comecei a andar, conhecer… e me apaixonar novamente. Conheci cidades, pessoas, projetos, causas… até que percebi: estar no lugar certo é estar com as pessoas certas. Fiquei dias e dias fora de casa, vi tribos indígenas no interior da Bahia, conheci projetos no interior de São Paulo, fui pro Rio e não só pro carvanal. Morei por semanas em Porto Alegre, outras em São Paulo. Até chegar agora, nesse momento em que me encontro, querendo ter um endereço. Ou mais um endereço. O negócio continua, um amor mais maduro, que sabe o que quer, embora não saiba exatamente onde vai chegar. Guarapuava continua sendo o lugar certo, onde tenho pessoas que me dizem: vai, estaremos aqui cuidando, dando base para que nos traga novidades. E volto sempre, como moradora da Rua São Paulo, em Guarapuava, e da Rua Pintassilgo, em São Paulo. Volto com novidades e quem sabe, até sabendo cozinhar. 

Postado por Renata Nizer

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Para chegar onde se quer é preciso passar por onde não se está.

  1. Lis Sayuri disse:

    Lembra, né? Nesse rítmo que vc anda, até os 30 o imaturo e o precoce se igualam e aí ninguém te segura mais!rs

  2. Ficaremos a meia hora de distância, segundo o Google Maps.
    Vem, Vem, Vem!

  3. Renata, que bacana tudo isso! Adorei. E fico feliz de saber que eu não sou a única com problemas ‘residenciais’… rsrssr… Sempre quero mudança. E espero que a sua seja pra melhor. Mais uma coisa, só. Amei a frase ‘estar no lugar certo é estar com as pessoas certas’. Perfeito! Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s